quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

A diversidade da Igreja


No final de semana, 28 e 29 de novembro, fui à Cidade de Goiás , localizado à 136 km de Goiânia, para ter uma reunião com pessoas que estavam interessadas em abrir um grupo do Movimento da Transfiguração. Essa reunião foi organizada pela Dona Therezinha, que participa do movimento em Goiânia. A Cidade de Goiás era a antiga capital do estado de Goiás até a década de 30, e é hoje patrimônio histórico e cultural da humanidade, declarado pela Unesco. É uma cidade muito bonita e agradável, com arquitetura barroca muito peculiar.
Neste final de semana participamos da missa do sábado na Igreja Nossa Senhora do Rosário, com um Padre da ordem dos pregadores (OP), mais conhecidos como Dominicanos. No domingo fomos a missa no Mosteiro da Anunciação, da ordem Beneditina e que agora está sendo administrados pelos Irmãozinhos de Charles de Foucauld. Esta missa foi concelebrada por vários padres da diocese de Goiás e presidida pelo Bispo diocesano Dom Eugênio Rixen.

Este final de semana foi uma experiência de contemplar a diversidade da Igreja , onde o Espírito Santo suscita várias formas de pertença a Igreja. Aunidade na diversidade é uma grande riqueza da Igreja , como diz São Paulo, usando a comparação do corpo humano com a Igreja "Como, num só corpo, temos muitos membros, cada qual com uma função diferente, assim nós, embora muitos, somos em Cristo um só corpo e, cada um de nós, membros uns dos outros. (Rm 12,4-5)" . Na Igreja não existe uniformidade, onde todos têm o mesmo pensamento e fazem tudo do mesmo jeito. Bem diferente é a unidade, que é um dom do espírito santo, que faz com que pessoas e estruturas diferentes tenham a sua comunhão naquilo que é essencial, mesmo tendo pensamentos e ações diferentes dentro da mesma Igreja. O essencial na Igreja, e que une a todos, é a Eucaristia, a comunhão com os papas e os bispos , o amor à Virgem Maria e o desejo de evangelizar.
Para mim é uma grande alegria pertencer a esta Igreja, com toda sua diversidade de formas e caminhos, mas tendo no essencial a unidade. Existe uma frase que sempre marcou a minha vida, dita por Santa Tereza de Ávila, grande mística e doutora da Igreja, antes de morrer: " Sou filha da Igreja". Assim concluo dizendo que minha grande alegria é ser filho da Igreja.

Um comentário:

fabiolampb disse...

Estava esperando a foto de Goiás pra postar um comentário... rsrsrsrs... Sou suspeita, mas essa cidade é linda demais!
Amei a idéia do blog!!! O Movimento já se espraia por uma porção de Estados e já era hora de disponibilizar um meio para que todos pudessem beber da fonte e manter contato!
Queria tanto que todos os que amo pudessem experimentar, um dia que fosse, a reunião... é um sonho... vou continuar fazendo a minha parte...
Parabéns pela idéia (sei que o Espírito Santo soprou...)!
Que Deus continue iluminando e abençoando o casal... Amo muito vocês, meus irmãos!
Sucesso!!!
Bjs!
Fabiola